28/07/2014 - 09:37:00
Bebidas> Vinhos > Degustação


Carolina García Viadero, uma das proprietárias da Valduero, ofereceu um almoço delicioso regado aos vinhos de sua Bodega, agora trazidos pela Inovini

Vinhos degustados pela ordem da direita para a esquerda da foto.

Meninas e meninos,
Reencontra amigos é uma das deliciosas partes que compõem este nosso universo de degustações etílico-gastronômicas.

Pois foi assim que revi a linda Carolina García Viadero, que esteve no Brasil para apresentar sua linha de vinhos da Bodegas Valduero, agora importados pelo amigo Alberto Jacobsberg da Inovini, divisão de vinhos da sua Aurora Importadora.

Valduero é uma bodega familiar e muito tradicional em Ribera del Duero, tendo sido fundada por Gregorio García Álvarez, em 1984, no pequeno vilarejo de Gumiel de Mercado.

Para auxiliar Gregorio, Yolanda García Viadero e Carolina García Viadero, suas filhas, ingressaram no negócio, sendo Carolina a diretora comercial da vinícola, responsável pelas parcerias realizadas com empresas de todo o mundo.

Yolanda é agrônoma e decidiu se dedicar à produção de vinhos com a uva Tinto Fino, nome dado à Tempranillo na região, e que em sua opinião, é excepcional e única na Espanha, com forte caráter de um terroir exclusivo, aportando uma estrutura e acidez aos vinhos que os elevam aos mais altos níveis de qualidade do mundo.

Para isso, ela também acredita que uma grande uva necessita de tempo e cuidado para expressar o melhor de si, sendo absolutamente necessário o tempo de amadurecimento, tanto em barrica, como em garrafa, cuidando dos mínimos detalhes em todo processo produtivo. Na Valduero, os vinhos são amadurecidos e mantidos na bodega até que alcancem a harmonia entre intensidade e elegância.

Carolina, sua irmã, nos mostrou um vinho de Albillo, onde a Valduero é a única bodega permitida pelo conselho regulador a utiliza-la, pois tendo esta uva branca plantada muito antes da formação do conselho, época em que Ribera del Duero não tinha mais que 10 bodegas, e a única que não erradicou a cepa, vinifica o Garcia Viadero, com leveduras indígenas, aromas de cítricos como abacaxi em calda e floral. Boca com boa acidez, um mineral lembrando salinidade, muito versátil para enogastronomia.

Da linha Valduero, o Crianza 2010, o Reserva 2009 e o Gran Reserva 2004.

Mudam as parcelas de Tinto Fino, pela ordem do mais jovem com 30, 50 e mais de 70 anos de plantadas, todos passam por madeira, mudam as madeiras, e por descanso em garrafa pelo tempo que for necessário, e sua fermentação todos fazem em tanques de inox.

Crianza-15 meses em barris e mais 12 em garrafa.
Reserva-30 meses em barris e mais 18 em garrafa
Gran Reserva-48 meses em barris e mais 48 em
O Crianza agrada pelo complexo leque de aromas que já possui, boca agradável, ótima acidez, como todos, aliás.

O Gran Reserva é soberbo, especiarias, toques balsâmicos, floral sutil, frutado em compotas, tabaco, café e por ai vai, mudando suas nuances ao abrir-se na taça, como o feno, a macela e o canforado.

Em boca, confirma as compotas de frutas, sedoso, frutas secas, mineral sutil, equilibrado em taninos e álcool de 14,5%. Para carnes vermelhas todos os tintos são ótimos, mas o Gran Reserva é especial.

Inovini: www.inovini.com.br

Até o próximo brinde!

Álvaro Cézar Galvão

Volta ao topo da página
25/07/2014 - 11:09:00
Bebidas> Vinhos > Prosecco


Delicia Delizia Gelateria Artigianale Italiana e Caffe trás alguns sorvetes onde uma das matérias primas utilizadas é um bebida alcoólica

Giovanni Pedone e sua criação - foto divulgação

Meninas e meninos,

Minha linda amiga Renata Maranhão, assessora a Gelateria Delícia Delizia do empresário italiano Giovanni Maria Pedone que traduz sua casa como sendo “um laboratório artesanal de ideias e sabores”.

O sorbet, como conhecemos, é uma iguaria gelada, requintada e saborosa, utilizado na alta gastronomia como entremets, ou “digestivo”, para limpar o paladar entre os pratos, por exemplo, quando em um jantar, após servir carnes brancas passa-se para as vermelhas em uma mesma refeição.

Mas não só, pode e deve ser uma deliciosa sobremesa, aliás, muito interessante por não conter gorduras, já que sua base é a água.

Por não conter leite, o Sorbetto di Prosecco não precisa ser aquecido e pasteurizado e, por isso, mantém suas propriedades alcoólicas originais. Passa apenas pela mantecadora e, diferente do que se imagina, fica com a consistência extremamente cremosa e suave. A técnica diferenciada do gelataio Giovanni Pedone tem maior controle dos ingredientes e mantém sempre uma cremosidade ímpar.

A vitrine da Delicia Delizia fica em temperatura média de -13° C, dando uma textura pelicular, permitindo que nosso paladar absorva o frio de maneira suave, com os sabores mais intensos, sem nenhum cristal de gelo, e oferece um universo infinito de combinações, desde aperitivo, acompanhamento de iguarias como frutos do mar, salmão, queijos leves, carnes brancas, carpaccios, tartares, canapés ou caviar.

Pratos com alto teor de gordura, como frituras, também casam bem com o sorbet de Prosecco. Na Europa, é bastante consumido com uma entrada feita à base de frutas oleaginosas, como castanhas, misturadas com uvas passas e damascos. Acompanha bem happy hours, como entradas, recepção, boas vindas ou pratos à base de camarão ao molho branco, molhos suaves e levemente adocicados.

E mais, entre os sorbets de teor alcoólico, Pedone também tem o de Zabaglione (vinho Marsala) e está desenvolvendo o de Vodka, para comer com caviar.

Delicia Delizia Gelateria Artigianale Italiana e Caffe
Av. Giovanni Gronchi, n° 5162, Morumbi-São Paulo-SP
11 2158-0400

Até o próximo brinde!

Álvaro Cézar Galvão

Volta ao topo da página
24/07/2014 - 11:59:00
Bebidas> Cachaça > Degustação


Degustando no pré-lançamento do curso Cachaças e Madeiras ministrado pelo amigo Jairo Martins

Vitoriosa cachaça extra Premium da Pitú

Meninas e meninos,

Aprender sempre, isto me move.

Como já disse mais de uma vez, “O saber não ocupa espaço”, e lá fui eu com amigos queridos para a aula de pré-lançamento do curso que o Centro Universitário SENAC-Campos do Jordão, já com inscrições abertas, fará em Agosto durante o período de 26 a 29 das 9 às 18 horas.

Lapidar conhecimentos e desenvolver habilidades para atuar no mercado de maneira eficiente e eficaz, este é o objetivo do curso Cachaças e Madeiras: inovação e oportunidades.

Conheço o cachacista Jairo Martins faz anos, e até já postei sobre uma palestra em que fui convidado anos atrás clique aqui e veja.

Neste curso, a abordagem das diferentes madeiras utilizadas para armazenamento e envelhecimento da bebida, com consequentes mudanças de cor, aromas e sabores, será o tema principal, não só, é verdade, pois Jairo apresentará possibilidades de harmonizações com a cachaça.

“Entendemos que a diversidade de cachaças existentes no mercado representa uma oportunidade para quem trabalha com a bebida, pois há inúmeras possibilidades de harmonização, serviço, consumo e venda, seja em estabelecimentos de alimentação, entretenimento, hotelaria e até mesmo em turismo” explica Juliana Reis, coordenadora da área de bebidas e serviços de bares e restaurantes do SENAC São Paulo.

Aproveitando os números de consumo, afinal, a cachaça é o terceiro destilado mais consumido no mundo, perdendo apenas para a Vodka e o Soju, vi um desfilar de aromas e sabores, que por mais conhecidos que sejam para mim, apreciador deste destilado, sempre mostram facetas interessantes, como por exemplo, a definição de madeira que o Jairo nos apresentou:

“É um material orgânico, sólido, poroso e de elevada complexidade, constituído por compostos de alto grau de polimerização e peso molecular, predominando as fibras de celulose e hemicelulose, unidas por lignina, que são responsáveis pela sua morfologia, estrutura e sustentação mecânica”, e mais, que pelos estudos feitos por ele, temos cerca de 26 tipos diversos de madeira que são utilizados, tanto para armazenagem, como envelhecimento, sem contar o aço inox.

Conhecia muitas destas madeiras, mas tantas assim?

Uma delas, o Amarelo Cetim apareceu na mostra degustada da Maria Boa, com 40% de álcool originária do RN.

Degustamos 6 ótimas cachaças:

1ª Cachaça da Quinta; 2ª Maria Boa; 3ª Cambraia; 4ª Retiro Velho, minha segunda favorita.
5ª Vitoriosa, minha favorita; 6ª Sanhaçu, esta, harmonizada com sorvete de creme, maravilha!
Parabéns pela iniciativa à diretora do Centro Universitária SENAC-Campos do Jordão Camila Barboza e Moraes, à Juliana Reis, sempre buscando inovar, ao IBRAC-Instituto Brasileiro da Cachaça, da qual o Jairo Martins é sócio honorário, e ao próprio cachacista, pelo desenvolvimento do curso, que em suas palavras demorou cerca de 12 meses para ser formatado, até chegar ao nível de excelência requerido por todos os envolvidos.

Inscrições: SENAC Campos do Jordão - www.sp.senac.br/campuscamposdojordao.

Até o próximo brinde!

Álvaro Cézar Galvão

Volta ao topo da página
23/07/2014 - 10:03:00
Gastronomia> Pizzas > Degustação


Graça di Napolii Pizzaria Gourmet tem Chef pizzaiolo premiado e harmoniza suas redondas com carta de cervejas e azeites

Chef pizzaiolo Sudário Silva

Meninas e meninos,

Dia 10 de Julho foi comemorado o “Dia da Pizza”, e postei sobre isto, relembrando uma entrevista que Wagner Sturion e eu fizemos para nosso programa Chefs do Apetite veja a matéria clicado aqui.

Mas voltando ao conceito da Graça di Napolli, ou seja, oferecer pizzas gourmet, o lado mais lúdico deste conceito, Sudário me afirma: “gourmet sim, mas sem perder o sabor, o gostinho bom da pizza caseira, harmonia entre aromas, visual e sabor é o segredo”.

A massa foi sendo desenvolvida por Sudário através dos anos de paixão e trabalho com as redondas, o que o levou a vencer campeonatos aqui no Brasil e habilitá-lo a participar do campeonato mundial, e de estudar em Nápoles na Associazone Verace Pizza Napoletana.

Sua massa leva um trio de grão de trigo, entre nacionais e italianos, a fermentação é natural, e leva dias descansando, o molho, este é um capítulo à parte, é o chamado Pomodoro Sgrondata, tomates italianos moídos sem peles e sem sementes.

Ficar falando das delícias que provei é “chover no molhado”, como diriam os mineiros, o bom mesmo é ir conhecer e provar estas delícias, pois são muitas, cerca de 50 tipos, entre invenções fabulosas e as tradicionais, bem, tradicionais no nome, pois o conceito, os ingredientes, a massa, são o toque que garante serem camadas de gourmet.

Aliados a isso, há uma verdadeira combinação de azeites e cervejas, exclusivamente pensados para acompanhar as iguarias.

Os azeites foram harmonizados pelo azeitólogo Marcelo Sacofano com azeites de variados países, e acarta de cervejas pela sommelière e mestra cervejeira Kathia Zanatta.

Como já disse antes, vale mesmo a pena conferir.

Graça di Napolli Pizzaria Gourmet: www.gracadinapolli.com.br

Até o próximo brinde!

Álvaro Cézar Galvão

Volta ao topo da página
22/07/2014 - 10:35:00
Bebidas> Vinhos > Degustação


Catad’Or mais uma festa com premiados 2014

foto geral dos vinhos na premiação final-divulgação

Meninas e meninos,

Mais um concurso Catad’Or Santiago Chile 2014 chega ao fim depois de muitas degustações e confraternizações entre os jurados de varias partes do mundo, dentre eles alguns queridos amigos como Carlos Cabral, representando o Brasil; Sergio Hormazabal enólogo da Ventisquero; Hector Riquelme sommelier; Marcela Medel enóloga; Cedric Nicolle da Loma Larga; Alex Ordenes sommelier; Felipe Solminihac da Aquitania.

Saudades, já estive dentre os jurados, representando o Brasil, juntamente com os amigos Jorge Lucki e Arthur Azevedo.

Isabel Sáiz diretora executiva, incentivadora e inovadora, incluiu no concurso também um destilado de uvas fantástico, o Pisco, que ano passado já participou do concurso e com enorme sucesso, repetido este ano, além de ter inserido na programação uma série de atividades promocionais para os vinhos premiados, com degustações para consumidores finais, organizadas por importantes segmentos do Chile como La Cav, a qual tenho o privilégio de conhecer alguns integrantes, Puro Wine, Club La Tercera e Bbvinos dentre outros.

Para 2015 Isabel e os diretores do Catad’Or prometem continuar com as inovações que se farão em varias partes do mundo visando promover os vinhos e o Pisco Chilenos.

Só tenho que felicitar a todos, pois esta é mais uma ação para o fomento e incremento de conhecimento, vendas e geração de consumo, aliado à cultura vínica.

Os ganhadores da premiação Best In Show seguem abaixo, e em demais postagens continuarei a mostras os demais premiados.

Late Harvest: La Reserva de Caliboro-Erasmo Late Harvest 2010
Cabernet Sauvignon: La Torina 2007
Blend: El Aromo-Dogma Reserva C.Sauvignon/Syrah 2011
Pisco: Cia Pisquera de Chile-Pisco Mistral Gran Nobel Reservado 40º
Syrah: Viña Alto Quilipín- Alto Quilipín Reserva Syrah 2010
Carménère: Carta Vieja- Club del Sommeliers Gran Reserva Carménère 2010
Chardonnay: Carta Vieja- Since 1825 Gran Reserva Chardonnay 2011
Sauvignon Blanc: Casas del Bosque- Sauvignon Blanc Reserva 2014

Catad’Or Santiago de Chile: www.catador.cl

Até o próximo brinde!

Álvaro Cézar Galvão

Volta ao topo da página
21/07/2014 - 13:07:00
Bebidas> Vinhos > Eventos


Vem aí mais um Encontro de Vinhos em Campinas

Encontro de Vinhos Campinas

Meninas e meninos,

Meu amigos Beto Duarte e Daniel Perches convidam para mais um Encontro de Vinhos, o Encontro de Vinhos Campinas 2014.

A terceira edição do Encontro de Vinhos chega a Campinas com mais de 25 expositores e muitas novidades.

O evento será realizado no elegante Casarão Campinas, dia 26 de julho a partir das 14h, e receberá os apaixonados pela bebida com uma equipe com mais de 25 expositores, dentre produtores Brasileiros e internacionais, importadoras, escola de formação para enófilos e sommeliers, agência de enoturismo e fabricante de malas para transporte das garrafas.

Entre os produtores Brasileiros, nomes como Miolo, Salton, Casa Valduga, Cave Geisse, Aurora, Perini e Adolfo Lona.

Adolfo Lona, o renomado enólogo que atuou como diretor técnico na antiga marca De Lantier apresentará cinco espumantes, todos produzidos artesanalmente e em pequenos lotes, feitos pelos métodos Charmat e tradicional.

A Miolo apresentará em primeira mão o lançamento do espumante Miolo Terranova Moscatel, com sua estratégia digital inédita na qual o consumidor poderá baixar gratuitamente o aplicativo que leva o nome do vinho e visualizar em seu smartphone ou tablet o mascote da marca em 3D, interagindo e dançando.

Entre os internacionais, nomes como Chozas Charrascal da Espanha, Familia Cassone da Argentina e a conhecida Concha Y Toro também participarão com lançamentos.

Na ala das importadoras estarão presentes: Ideal Drinks Gourmet, Max Brands, TodoVino, La Cristianini, Barrica Negra, Magnum, Wine & Co. e Smart Buy Wines, esta promete impressionar com seus pontuados vinhos californianos a preços acessíveis. Os vinhos terão um desconto de 15% se comprados no evento, além de haver o sorteio de uma garrafa do Decoy Red Blend, da vinícola Duckhorn.

E, para quem quiser comprar vinhos com excelentes preços, a Wine & Co. também oferecerá descontos que chegam a 30% para os visitantes do Encontro de Vinhos.

A Queijaria D’Alagoa apresentará seus queijos estilo Parmesão vindos das Terras Altas, na Serra da Mantiqueira, queijos produzidos com leite cru em processo 100% artesanal.

Na área de serviços, dois expositores apresentarão novidades: a ZaporeaZ, significado de “sabor” na língua oficial baska que, além de importar vinhos de Rioja, também oferece viagens enogastrônomicas.

Escola responsável pela formação de profissionais e enófilos, a Enocultura estará presente no evento para apresentar seus cursos. Eles são divididos em duas categorias: os cursos oficiais da Wine and Spirit Trust (níveis 1, 2 e 3) e os cursos customizados, criados para atender os interesses dos alunos. E àqueles que se aventurarem a participar de uma degustação às cegas, poderão ganhar um curso de nível 1 da WSET.

O grand finale fica por conta da fabricante de malas e valises Winefit, que apresentará soluções perfeitas para despachar seus vinhos com segurança e estilo. Seu novo portfólio de produtos é composto por malas feitas à mão, com materiais nobres como couro, nylon e rodízios blindados, tecnologia anti-impacto e design de renome internacional feitos por Felícia Biekarck.

Todo o evento será transmitido pelo canal Winebar (www.winebar.com.br), que montará no local um estúdio para apresentar ao vivo todas as novidades. Quem não conseguir assistir às transmissões na íntegra, poderá acompanhar posteriormente o que os produtores e importadores mostraram no evento, além de conhecer os vencedores do Top5.

Valor dos ingressos: R$ 60,00 vendidos no local. Se comprados antecipadamente pelo site, R$ 50,00
Sócios ABS-Campinas têm 50% de desconto.
Local: Casarão Campinas – www.casaraocampinas.com.br
Rua Leontina Carvalho de Siqueira, 38 - Campinas
Data: 26 de julho de 2014
Horário: das 14h as 22h

Saiba mais: www.encontrodevinhos.com.br

Contato: assessoria@encontrodevinhos.com.br, contato@encontrodevinhos.com.br

Velvet Comunicação

Até o próximo brinde!

Álvaro Cézar Galvão

Volta ao topo da página

Ver todas as notícias do mês.
Quem sou eu

Enófilo apaixonado, larguei a engenharia para trabalhar com o lado lúdico dos vinhos e da gastronomia. Engenheiro por formação acadêmica, sommelier formado pela ABS-SP, acabei me tornando "O Engenheiro que Virou Vinho".

Sobre este SIte

Este blog é um espaço digital onde eu coloco todas as experiências que vivo dentro do universo do vinho e da gastronomia, procurando sempre apresentar o lado lúdico do comer e do beber bem.

Para entrar em contato clique aqui.


Estatísticas deste site...





Avaliando




Mecanismo de busca

Palavra-chave


Enquetes do Divino Guia

Você é a favor ou contra a Lei Seca?
Sim
Não
Indiferente


Redes sociais - curta e indique aos amigos









ARQUIVOS DO SITE

2014
Janeiro (18)
Fevereiro (20)
Março (20)
Abril (20)
Maio (20)
Junho (20)
Julho (20)

2013
Janeiro (8)
Fevereiro (19)
Março (21)
Abril (21)
Maio (19)
Junho (18)
Julho (17)
Agosto (21)
Setembro (19)
Outubro (21)
Novembro (19)
Dezembro (19)






Álvaro Cézar Galvão participa do programa Chefs do Apetite. Para assistir todos os programas já gravados clique aqui.





Academia do Vinho

Adilson Farias-ilustrador em café

Bebel Baeta e Sebastian

Bebericando por Helena Mattar

Beto Duarte

Blog do Marcelo Katsuki

Blog Nosso Vinho-Paulo Queiróz

Chef Karina Papa

Confraria Dos Panas

Cris Couto

Degustadores sem Fronteiras

Emerson Hass

Ensei Neto

Eugênio Oliveira-Decantando a Vida

Fabiana Gonçalves

João Filipe Clemente

Jorge Monti

Luiz Horta

Marcelo di Morais

Mariana Costa-Viagem na Cozinha

Pecado de Vinhos

Programa Chefs do Apetite

Revista AP Magazine

Revista Viver Plus Size

Selo & S

Selo 7 Sommeliers

Silvestre - Vivendo a Vida

Vinho dos Anjos

Vinhos Brasucas



Publicidade