29/08/2014 - 09:00:00
Bebidas> Vinhos > Comemoração


Festival do Moscatel começa dia 05 de Setembro em Farroupilha

Taças brindando o Festival do Moscatel de Farroupilha

Meninas e meninos,

É chegada a hora, mais uma festa em Farroupilha irá comemorar sua grande riqueza em espumantes moscatéis, já que a região é a maior produtora desta variedade de uvas aromáticas.

O evento enogastronômico tem início na sexta-feira, 5 de setembro, no Novo Centro de Eventos do Parque Cinquentenário. O funcionamento será sextas e sábados, das 19h às 22h e domingos, das 11h às 16h. O ingresso tem o valor de R$ 80 por pessoa e dá direito a bebidas premiadas e cardápio elaborado por chefs, servidos à vontade, em ambiente aconchegante, com confortáveis acomodações, música e atrações.

O Festival do Moscatel é uma realização da Prefeitura Municipal de Farroupilha, através das Secretarias de Desenvolvimento Econômico e Turismo e de Agricultura e da Associação Farroupilhense de Produtores de Vinhos, Espumantes, Sucos e Derivados (Afavin), contando com o apoio do Sindicato de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares da Região Uva e Vinho (SHRBS), Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Farroupilha, Conselho Municipal de Turismo (COMTUR), Universidade de Caxias do Sul (UCS). Patrocinam a quarta edição: Governo Federal, através do Ministério do Desenvolvimento Agrário, Instituto Brasileiro do Vinho (Ibravin) e Governo do Estado do Rio Grande do Sul – Secretaria da Agricultura, Pecuária e Agronegócio, LNF Latino Americana, Sicredi - Sistema de Crédito Cooperativo, Tramontina e Mario Tur.

Bebidas: Espumante Moscatel, Frisante Moscatel, Espumante Brut, Vinho Moscato, Vinhos Tintos Finos, Suco de uva (tinto e branco) e Água.

Cardápio: Aperitivos (pães, legumes em conserva e queijos artesanais), Antepasto (buffet com cinco variações de saladas); Mercadinho das Massas: Ravioli à moda piemontês, Rondelle de legumes e Bigoli com tomate e manjericão; Pratos Principais: Leitão assado à moda romana, Cordeiro assado ao vinho moscatel, Fantasia de legumes e batatas assadas; Doces: sobremesas e doces que harmonizam com espumantes, biscoitos e trufas para o café.

Onde: Parque Cinquentenário - Avenida Arno Domingos Busetti S/nº. Bairro Cinquentenário. Farroupilha-RS.

Quando: 05 a 07 e 12 a 14 de setembro de 2014
Horário: sextas e sábados, das 19h às 22h e domingos, das 11h às 16h.

Para quem for morador ou estiver hospedado em Farroupilha haverá transporte de ida e volta, que deve ser combinado junto à recepção dos hotéis e nos caso dos moradores pelo telefone (54) 8404.5562. Outras informações e conteúdo diverso relacionado ao Festival do Moscatel pode ser acompanhado pela Fan Page do evento. Basta acessar o link www.facebook.com/festivaldomoscatel e curtir a página, ou maiores informações telefone (54) 3261.6964 ou e-mail contato@vinhosdefarroupilha.com.br

Até o próximo brinde!

Álvaro Cézar Galvão

Volta ao topo da página
28/08/2014 - 11:18:00
Bebidas> Vinhos > Degustação


Relançamento da linha Edición Limitada

Linha de vinhos Caliterra apresentada pelo enólogo Rodrigo Zamorano.

Meninas e meninos,

Participar de almoços, jantares, encontros, onde o vinho está presente, é uma dádiva para aqueles que como eu, são apaixonados por estes fermentados únicos.

Claro que a gastronomia, quando presente, faz parte do espetáculo, pois desde sempre, ambos, vinhos e gastronomia andam de mãos dadas, e o Antiquarius Grill, foi a casa escolhida pela sempre atenta e eficiente assessora Fernanda Fonseca para o evento.

Rodrigo Zamorano, enólogo da Caliterra, empresa que começou com a união de dois apaixonados pelos vinhos, a família tradicional vinhateira no Chile Viña Errázuriz, com Eduardo Chadwick e Robert Mondavi, americano que confiava no terroir chileno, foi o co-anfitrião pela Caliterra, e Edson Hermann, da Decanter, pela importadora.

Os vinhos, já meus conhecidos, mas com safra nova, são como de sempre quando se trata de Chile, e principalmente de vinhateiros tão tradicionais com o grupo Errázuriz.

Caliterra, trabalhando sob orientação de sustentabilidade, preservação do meio ambiente e compromisso social, faz de seus vinhos exemplos vivos de amor e cuidado para com o homem, a natureza e seu entorno e a beleza de ter em suas garrafas, fermentados de altíssimo padrão de qualidade, reconhecidos internacionalmente.

O Tributo S.Blanc 2012, é espetacular, e com ele abrimos os trabalhos, com cítrico a limão galego no olfato, alguma mineralidade também, com sutil arruda e floral, tem ótima acidez, equilibrado, prolongado frescor, fascinante para dias mais quentes e com gastronomia como bacalhau, frutos do mar, saladas e entradas frias, ou até mesmo uma sopa de aspargos, por exemplo, ou um gazpacho em se tratando de sopas frias.

Mais dois vinhos da linha Tributo foram apresentados, o C.Sauvignon 2011, corte de 91% desta cepa, mais 6% P.Verdot e 3% C.Franc; e o Tributo Carmenère 2011, corte de 91% da cepa que o nomina mais 6% C.Franc e 3% Syrah.

Passamos então para a linha Edición Limitada da safra 2010, e pela ordem o “A” de Andes, corte de 65% Carmenère, 32% Malbec e 3% P.Verdot, depois o “M” de mediterrâneo, corte de 91% Syrah, 6% Viognier e 3% P.Verdot, e finalmente o “B” de bordalês, corte de 74% C.Sauvignon, 13% P.Verdot e 13 % C. Franc.

Desta linha, todos elegantes e complexos, o “A” é maravilhoso, passa 18 meses em barricas francesas 30% novas, mas tão integradas ao vinho que não se poderia dizer. Pimenta vermelha, frutado maduro, fermento de pão, algum canforado, em boca acidez espetacular, especiarias, café, que após algum tempo aparece no olfato junto com fumo de corda, meu preferido dentre os desta linha e escolhido para acompanhar a sugestão de prato o cordeiro.

Além destes o Cenit 2008, que faz referência pelo nome ao ponto mais alto do céu e a busca pela harmonia em Caliterra, o vinho ícone onde o corte equilibrado com 34% Malbec, 30% C.Sauvignon, 21% P.Verdot e 15% Carmenère faz com que estas cepas convivam em harmonia e equilíbrio plenos.

Para completar a jornada Zamorano pediu aos presentes que elaborassem um corte de vinhos C.Sauvigno, Syrah e Carmenère, em um exercício de ser “enólogo” de plantão, e eu e meus companheiros de mesa, Renato Frascino, Ney Ayres e Jeriel da Costa, apresentamos o corte com 65% C.Sauvignon, 25% Carmenère e 10% Syrah, eleito pelo enólogo como o melhor de todos os cortes, apresentados pelos cerca de 40 jornalistas presentes, divididos também em turmas de 4 pessoas, agora posso passar de vinho para enólogo também, será?

Caliterra é importado pela Decanter: www.decanter.com.br

Até o próximo
Álvaro Cézar Galvão

Volta ao topo da página
27/08/2014 - 09:42:00
Bebidas> Vinhos > Turismo


Ter um Deus dentro de si deveria ser a medida de equalização da humanidade

Mulheres que morreram queimadas por se rebelar contra o serviço escravo em 1857, dando origem ao dia internacional da mulher.

Meninas e meninos,

Já ouviram a palavra entusiasmo muitas vezes, mas sabem seu verdadeiro siginificado?

Esta palavra vem do grego e significa "ter um Deus dentro de si", e para os gregos, que eram politeístas, era uma pessoa entusiasmada, aquela que "possuída" por um dos deuses e, por causa disso, poderia transformar a natureza e fazer as coisas acontecerem.

Assim vejo o cotidiano de muitas pessoas quando me deparo com aqueles que “fazem” acontecer, na gastronomia, nos vinhos, na política, no dia-a-dia, enfim, e na qual me incluo, sem falsa modéstia quando o assunto é enogastronomia, vinhos, cozinha, turismo ligados aos dois citados.

Continuando com os gregos se a pessoa fosse entusiasmada por Ceres, deusa da agricultura, esta seria capaz de fazer acontecer a melhor colheita, e assim por diante, pois somente as pessoas entusiasmadas eram capazes de vencer os desafios do cotidiano.

Pessoas que conheço, e espero conhecer muitas mais, com o entusiasmo citado, como os amigos Renato Sebastiani, Oscar Páez, Juan Carrau Bonomi e seus vinhos Velho do Museu; Carlos Cabral e a paixão pelos vinhos do Porto; Don Miguel Torres com sua eterna jovialidade.

Para apenas citar alguns dos muitos amigos enólogos entusiasmados que conheço no Chile como Felipe Tosso, Sergio Hormazabal, Mario Geisse e no Brasil os enólogos Alejandro Cardoso, Irineo Dall’Agnol, Luís Henrique Zanini. Não posso e não devo ficar aqui citando os amigos enólogos porque não caberiam na lista e fatalmente me esqueceria de muitos, o que é injusto, pois deles me considero amigo, e igualmente entusiasmados, e muito menos todas as pessoas entusiasmadas que conheci e conheci, como minha mãe, que à beira de falecer, dizia estar melhorando, que iria ao casamento da neta, apesar da debilidade do câncer e das dores, sempre entusiasmada com a vida.

Continuando, se formos esperar pelas condições ideais primeiro, para depois nos entusiasmarmos, jamais iremos atingir o entusiasmo necessário, pois entusiasmada é a pessoa que acredita em si, acredita nos outros, e com isto acredita na força que as pessoas têm de transformar o mundo e a própria realidade.

Não é o sucesso que traz o entusiasmo, mas o contrário, o entusiasmo é que traz o sucesso, em qualquer área, e este não depende de quanto dinheiro ganhe com sua atividade, são coisas distintas, em que pese quase sempre, um estar ligado ao outro.

Como vai o seu entusiasmo pelo Brasil, pelo curso, pelo seu emprego, pela sua família, pelo seu sucesso e pelo sucesso de seus amigos?

Vejo o momento político, e acredito que sem entusiasmo, nada ocorrerá, e se você é daqueles que acha impossível entusiasmar-se com as condições atuais, acredite; jamais sairá dessa situação.

Muita gente confunde otimismo com entusiasmo. A pessoa entusiasmada é aquela que acredita na sua capacidade de transformar as coisas, de fazer dar certo, otimismo significa acreditar que uma coisa vá dar certo.

É preciso acreditar em você, acreditar em sua capacidade de vencer, de construir o sucesso, de transformar a realidade, como acredito que eu possa e vá, mesmo que demore, afinal, já deixei de ser engenheiro para virar vinho, que não é nada fácil.

Muito deste texto é devido à Martins Filho, L.A. Socorro, preciso de motivação, São Paulo, Ed. Aba, 1997.

Até o próximo brinde!

Álvaro Cézar Galvão

Volta ao topo da página
26/08/2014 - 11:01:00
Bebidas> Vinhos > Degustação


Parceira da Fogo de Chão Churrascaria, Susana investe em qualidade e aprimoramento constantes

Susana Balbo nos brinda com seu premiado BenMarco Torrontes e a nova safra do ícone Nosostros.

Meninas e meninos,

Não é de hoje que conheço a Fogo de Chão e o zelo que têm para com os diversos cortes de carnes.

Os vinhos sempre fizeram parte desta emblemática Churrascaria, e as parcerias para rótulos próprios prospera com ótimos produtores, como o da Susana Balbo e seu Malbec.

Para comemorar os prêmios que o vinho BenMarco Torrontes ganhou e a nova safra do vinho ícone Nosotros, estive entre os convidados para ouvir Susana e degustar as fantásticas carnes harmonizando com o que a vinícola Dominio Del Plata tem de melhor.

Começamos com um boas vindas onde o Crios Rosé Malbec, meu conhecido antigo, fresco, equilibrado, bom para todas as horas se fez presente.

Uma das estrelas da noite o Torrontes, safra 2013 vem de Altamira no Vale de Uco com 1000 metros de altitude, bem diferente dos clássicos desta cepa de Cafayate com altitude maior.

Mais aromático, menos floral e mais frutado, com especiarias e mineralidade à mostra, vinho que agrada muito.

O BenMarco Expressivo, corte de 50% Malbec, 20%C.Sauvignon e 10% de cada uma destas cepas, Syrah,Tannat e Petit Verdot, passando por barricas por 14 meses, sendo 70% francesas de primeiro uso e 30% americanas também de primeiro uso. Ótimo para as morcelas, assim como também o é o Brioso Susana Balbo, com corte de 45% C.Sauvignon, 20% Merlot, 15% Malbec e 10% de cada uma destas cepas C.Franc e Petit Verdot, com passagem de 15 meses por barricas francesas de primeiro uso.

Outra estrela desta constelação o Nosotros safra 2009, um varietal de Malbec, é fino e elegante, utiliza leveduras selvagens, dando-lhe características próprias, 18 meses de barricas francesas de primeiro uso, equilibrado em taninos presentes, álcool de 14,5% e acidez, um ótimo companheiro para cordeiros, o ótimo Shoulder Steak, e Costela Premium.

Para findar com chave de ouro, fomos brindados com dois Late Harvest, sendo um branco de Torrontes e outro tinto de Malbec, o branco com apenas 15% do vinho com passagem por madeira e o tinto todo o vinho passando 18 meses.

Meu preferido foi o branco, de Torrontes, para sobremesas mais leves como sorvetes, saladas de frutas, e o tinto escolhi para sobremesas mais austeras como os doces portugueses e bolos com frutas.

Não percam a chance de desfrutar destas harmonizações entre os vinhos e as carnes, pois é um exercício de paixão para com ambos.

Quem importa os vinhos da Susana Balbo é a Cantu: www.cantu.com.br

Fogo de Chão: www.fogodechao.com.br

Até o próximo brinde!

Álvaro Cézar Galvão

Volta ao topo da página
25/08/2014 - 09:00:00
Bebidas> Vinhos > Dicas


Dieta que inclui vinho ajuda a prevenir doenças cardiovasculares

Dieta mediterrânea faz bem ao coração

Meninas e meninos,

Recebi dos amigos do Ibravin e repasso:

Resultados do estudo Predimed (Prevención con Dieta Mediterránea), que envolveu 7 mil pacientes, foi apresentado durante Congresso de Cardiologia em Gramado sábado 23-08-2014.

Quem está ligado em informações sobre hábitos de vida saudáveis certamente já deve ter ouvido falar sobre os benefícios da dieta mediterrânea para a saúde. O que talvez muitos ainda não saibam é que o vinho é um dos ingredientes desta dieta rica em vegetais, com predominância de pescados e outras carnes brancas às carnes vermelhas e com o azeite de oliva como a cereja do bolo de uma alimentação equilibrada.

Os detalhes deste tipo saudável de alimentação e os resultados de uma pesquisa realizada na Espanha e que envolveu cerca de 7 mil pacientes com risco de ter ou desenvolver alguma doença cardiovascular foram apresentados na conferência O Impacto do Estudo Predimed durante o Congresso da Sociedade de Cardiologia do Rio Grande do Sul (Socergs 2014), em Gramado (RS), no último sábado, dia 23 de Agosto.

A pesquisa foi apresentada pelo biólogo e nutricionista espanhol Helmut Schröder, que está percorrendo o mundo para divulgar os benefícios da dieta mediterrânea na prevenção de uma série de doenças.

Helmut explica que o estudo foi realizado entre os anos de 2006 e 2013 e comparou um grupo de pessoas que seguiram à risca a dieta com outro, da mesma faixa-etária (acima de 55 anos), que se alimentaram normalmente. O resultado foi que as pessoas que consumiram predominantemente os itens da dieta, que inclui o vinho, desenvolveram 40% menos de chances de desenvolvimento de doenças cardiovasculares como infarto do miocárdio, aterosclerose entre outras.

Helmut afirma que, apesar da dificuldade de adaptar este tipo de alimentação a outras regiões do planeta, o estudo ocorreu apenas na Espanha, é possível adaptá-lo a outras dietas seguindo algumas recomendações que são concomitantes. "Toda a cultura tem a sua dieta saudável. O que podemos afirmar categoricamente é que o consumo moderado de vinho associado a hábitos saudáveis e uma dieta rica em vegetais e azeite de oliva traz melhora para a saúde como parte integrante de uma alimentação saudável", diz. O estudioso completa alertando que para potencializar os benefícios da dieta e reduzir ainda mais o risco de desenvolvimento de doenças cardiovasculares, é recomendada a realização de atividades físicas.

O pesquisador avalia que a participação em congressos médicos tem como objetivo difundir os resultados do estudo e conscientizar os profissionais da saúde para a importância de repassar para os pacientes os efeitos positivos de uma alimentação equilibrada. "Esperamos que este resultado reforce o trabalho de muitos profissionais focado na medicina preventiva e que os incentive a informar seus pacientes sobre algumas mudanças simples na alimentação que podem resultar em importantes ganhos para a saúde", acredita.

Quem é Helmut Schröder

Doutor em Biologia Humana e licenciado em Ciências da Nutrição, Helmut Schröder é líder do grupo 30 Centro de Investigação Biomédica na Rede Centro de Epidemiologia e Saúde Pública, da Espanha. Suas linhas de investigação centram-se na relação entre estilo de vida e as doenças e inclui estudos sobre os efeitos da nutrição sobre a obesidade e outros fatores de riscos cardiovasculares

Até o próximo brinde!

Álvaro Cézar Galvão

Volta ao topo da página

Ver todas as notícias do mês.
Quem sou eu

Enófilo apaixonado, larguei a engenharia para trabalhar com o lado lúdico dos vinhos e da gastronomia. Engenheiro por formação acadêmica, sommelier formado pela ABS-SP, acabei me tornando "O Engenheiro que Virou Vinho".

Sobre este SIte

Este blog é um espaço digital onde eu coloco todas as experiências que vivo dentro do universo do vinho e da gastronomia, procurando sempre apresentar o lado lúdico do comer e do beber bem.

Para entrar em contato clique aqui.


Estatísticas deste site...





Avaliando




Mecanismo de busca

Palavra-chave


Enquetes do Divino Guia

Você é a favor ou contra a Lei Seca?
Sim
Não
Indiferente


Redes sociais - curta e indique aos amigos









ARQUIVOS DO SITE

2014
Janeiro (18)
Fevereiro (20)
Março (20)
Abril (20)
Maio (20)
Junho (20)
Julho (23)
Agosto (21)

2013
Janeiro (8)
Fevereiro (19)
Março (21)
Abril (21)
Maio (19)
Junho (18)
Julho (17)
Agosto (21)
Setembro (19)
Outubro (21)
Novembro (19)
Dezembro (19)






Álvaro Cézar Galvão participa do programa Chefs do Apetite. Para assistir todos os programas já gravados clique aqui.





Academia do Vinho

Adilson Farias-ilustrador em café

Bebel Baeta e Sebastian

Bebericando por Helena Mattar

Beto Duarte

Blog do Marcelo Katsuki

Blog Nosso Vinho-Paulo Queiróz

Chef Karina Papa

Confraria Dos Panas

Cris Couto

Degustadores sem Fronteiras

Emerson Hass

Ensei Neto

Eugênio Oliveira-Decantando a Vida

Fabiana Gonçalves

João Filipe Clemente

Jorge Monti

Luiz Horta

Marcelo di Morais

Mariana Costa-Viagem na Cozinha

Pecado de Vinhos

Programa Chefs do Apetite

Revista AP Magazine

Revista Viver Plus Size

Selo & S

Selo 7 Sommeliers

Silvestre - Vivendo a Vida

Vinho dos Anjos

Vinhos Brasucas



Publicidade